domingo, 12 de junho de 2011

Sentido

Você calou a boca
da tua literatura em mim
e todos os meus dizeres
perderam o sentido
e a boba mania de esticar sentimentos
e derramar tinta
nas coisas desbotadas do mundo
Então, escureci

2 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

Louise: Lindo adorei:

Em tudo em mim é silêncio...
Silêncio da minha alma;
Silêncio é sempre silêncio:
Silêncio dos meus amores,
E das minhas eternas flores.
Beijos
Santa Cruz

varandasazuis disse...

Louise...oiêe...

Menina...me encantei com seus poemas...calaram fundo...tocaram minha alma...parabéns por tamanha sensibilidade em seus escritos!

bjos...